quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Mãos




Mãos de fada
Aladas
Traquinas
Mãos caladas
Danadas
“Malinas”.
Pintam o céu
Levam-me ao inferno
Cantam com véu
Rasga-me o terno
A alma.
Venda-me os olhos
Oculta-me os segredos
Assusta-me no escuro
Enche-me de medos.
Mãos que falam
Que dançam
Que gozam
Mãos que riem
Que machucam
Que choram.
Que lágrimas
Que sorrisos
Que lástimas
Que paraíso...
Mãos de padres
Mãos de putas
Mãos covardes
Mãos astutas
Que batem
Que consolam
Que ferem
Que assolam
Mãos que oram
Que erram
Que pecados
Que amados
Mãos que rimam
Que ensinam
Que aprendem
Que se desprendem
Mãos que enrugam
Que experiências
Que madrugam
Que dormência
Mãos que dormem
Que vivem
Que morrem...

                        Jacques Manz

1 comentários:

Jeniffer Haddad disse...

Nossa, que belo texto. Cada mão um significado.

Postar um comentário