quinta-feira, 29 de julho de 2010

Amor de 360 graus



Hoje eu acordei confuso.
Os raios na fresta da janela
 refletem um ângulo obtuso.

O amor tem mais de 90 graus.
Não é reto, nem sistêmico,
É inconstante e gera o caos.

Assim é a desordem do amar,
bem semelhante a revolta do mar.
Acontece quando implosão no seu interior,
quebra parede, desmancha degraus,
rompendo e devastando os 90 graus.

Quero ser o eclipse lunar,
para a atrair sua atenção.
Quero ser o raio solar,
E te tocar na multidão.
Com as estrelas te faço um colar,
não mais brilhante que seu olhar.
Você é meu astro,
eu sou a menor partícula,
ao redor de ti quero girar.

Mesmo tão pequeno vou ensinar,
que o amor completo,
entre alegrias e caos alcança 360 graus.
Entre sorriso e lágrimas alcança grande dimensão...
...Corpo, alma e coração!


                                                                                                    Jacques Manz

1 comentários:

di disse...

amigo achei lindo tudo que escreveu mais este e especial TE amo

Postar um comentário