segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Em sua órbita




Toca-me com seu olhar
Veja meu doce cheiro
Passeia em minha alma arredia
Seja meu amor primeiro.

Minhas mãos tocam o céu
Meus pés caminham firme sobre o mar
Abraço o universo por você
Em qual constelação estás?
Seu gosto de silêncio
Reflete em meus olhos surdos
Grita meu nome no vácuo
Eu apareço em segundos.
Desafio a física
Confusa é minha lógica
Giro e paro a terra por ti
Mas, não saiu de sua órbita.

                                                Jacques Manz


1 comentários:

Dan disse...

Muito lindo negão! Gostei demais... Parabéns!

Postar um comentário